31/03/15 - Superliga

Sada Cruzeiro bate Minas e vai disputar a final da Superliga em busca do tricampeonato

Cruzeirenses vão disputar a quinta final consecutiva da Superliga – Foto: Renato Araújo – Divulgação Sada Cruzeiro

O Sada Cruzeiro está na final da Superliga 2014/15. Na noite desta segunda, 30/03, o time celeste venceu o Minas Tênis por 3 sets 0, com parciais de 25/22, 25/11 e 25/19, na segunda partida das semifinais, e garantiu a vaga na grande decisão do campeonato nacional. O jogo foi realizado na Arena JK, mas a torcida cruzeirense compareceu em peso e empurrou o atual campeão rumo à final. E será o quinto ano consecutivo que o Sada Cruzeiro vai brigar pelo título, desde 2010/11.

No segundo jogo da série melhor de três deste playoff, o time estrelado venceu com autoridade, após ter batido o adversário por 3 a 1 em Contagem.

O duelo que valerá o título da Superliga acontece no dia 12 de abril, no Mineirinho, pois o Sada Cruzeiro teve a melhor campanha de toda a competição. Os concorrentes à segunda vaga são Taubaté Funvic e Sesi-SP, que venceu o primeiro jogo por 3 a 1.

Marcelo Mendez comemorou muito a vitória

O técnico Marcelo Mendez destacou o compromisso do grupo em evoluir, buscar sempre os resultados, e isso foi fundamental para o time estar em mais uma final. “A gente sempre fica esperando jogos difíceis nesta fase. Eu estou muito feliz com o compromisso do elenco, com o clube, com o grupo, com o resultado. É um time que quer ganhar sempre. Podemos passar bons ou maus momentos durante o ano, jogar um pouco pior, ou um pouco melhor, mas a nossa vontade de ganhar não diminui nunca. Isso é que é o mais importante”, disse o treinador.

O capitão William também destacou a determinação dos companheiros. “Este é o momento que a gente mais gosta, se pegar o retrospecto dos últimos anos, a gente sempre cresce nas semifinais e finais. É a hora do 110%, todo mundo se doa e nada abala essa equipe. A gente sabe da importância que tem estar sempre disputando e conquistando títulos e a nossa experiência conta nesses momentos. O time mostrou isso hoje, fez um jogo digno de um finalista de Superliga, mais uma vez. É a minha quinta final e estou incrivelmente feliz, é uma marca que eu jamais imaginava atingir. Agora espero ser tricampeão com essa camisa que tenho tanto orgulho de vestir jogando ao lado desses caras, que são fenomenais”, afirmou o capitão.

A partida na Arena teve o ponteiro cubano Leal como o maior pontuador, com 16 anotações. Ele teve um aproveitamento de 71% no ataque e ainda fez quatro pontos de saque.

Leal foi o maior pontuador e ficou com o troféu VivaVôlei

“Eu acho que passei por muita coisa na minha vida e estou aproveitando bastante esse bom momento. Estou feliz demais por ter a oportunidade de jogar aqui no Sada Cruzeiro e quero continuar trabalhando bastante para ajudar essa grande equipe. Acho que o trabalho que a gente faz no dia a dia, treinando muito, é coroado pouco a pouco com esses resultados. O nosso grupo está de parabéns, estou muito satisfeito por conseguir chegar a tantas finais, não é qualquer equipe que tem essa condição. Agora vamos descansar um pouco e prepara para lutar por mais um título”, disse Leal, emocionado.

O Jogo

Os cruzeirenses começaram muito bem o confronto, impondo um forte ritmo e abrindo 8 a 5 no tempo técnico. Com o saque forçado funcionando e muito volume de jogo, o time celeste abriu 16/12 na segunda parada. A recepção trabalhava bem e entregava o passe na mão de William, facilitando o trabalho do eficiente ataque estrelado, que fechou o set em erro de saque do minastenista Otávio.

A segunda etapa começou equilibrada, o Minas tentava fazer valer o fator casa, mas não demorou para os visitantes abrirem 8 a 5 no primeiro tempo técnico, e depois ampliarem para 16 a 8, com um bom aproveitamento dos contra-ataques. O time da casa sofria na recepção e tinha dificuldades para virar suas bolas. A vantagem da equipe celeste só foi aumentando, com uma boa variação de saque, para fechar em 25 a 11, com ace de Filipe em Canuto.

O forte ritmo dos cruzeirenses continuou prevalecendo no terceiro set. Na primeira parada, o placar apontava 8/2 para o Sada Cruzeiro e o clube estrelado manteve o domínio do confronto para abrir 16 a 11 no segundo tempo técnico. Com muita variação do ataque azul, a vantagem foi sendo ampliada. E com o grande apoio das arquibancadas, lotadas por cruzeirenses, a Raposa fechou o set e assegurou a tranquila vitória na casa do adversário.

Sada Cruzeiro: William, Wallace, Filipe, Leal, Isac, Éder e o líbero Serginho. Entraram: Fernando Cachopa e Alan. Técnico Marcelo Mendez.

Minas Tênis Clube: Everaldo, Escobar, Canuto, Samuel, Otávio, Flávio e o líbero Lucianinho. Entraram: João Rafael, Felipe e Franco. Técnico Nery Tambeiro.