22/02/16 - ., Sul-Americano, Superliga

Clube estrelado atinge a marca de 20 títulos desde 2010 e repete melhor temporada de sua história

Elenco tricampeão Sul-Americano celebra a grande conquista – Foto: Renato Araújo – Divulgação Sada Cruzeiro.

Chegar ao topo é difícil, mas permanecer no lugar mais alto é um trabalho ainda mais árduo. É essa máxima que o Sada Cruzeiro segue desafiando ano após ano como uma das maiores potências do voleibol atual. E com o troféu Sul-Americano conquistado neste domingo, 21/02, com a vitória de 3 a 0 sobre o Funvic Taubaté, o grupo celeste atingiu mais uma grande marca: completou 20 títulos desde 2010, no ano seguinte à parceria com o Cruzeiro Esporte Clube. É uma impressionante média de três títulos por ano. Nesse período, o time participou de 26 campeonatos e chegou a 24 decisões.

Além disso, com o troféu continental, o quinto levantado pelo capitão William somente nesta temporada, o Sada Cruzeiro igualou o número de conquistas da sua temporada mais vitoriosa, 2013/14, quando o time também foi premiado com a quíntupla coroa.

“A gente nem pensa mais em coroa (risos). Temos mais um título a ser disputado e podemos superar a nós mesmos, o que fizemos naquela temporada. Temos que comemorar bastante hoje. O tricampeonato Sul-Americano é para poucos. Vamos juntos e vamos buscar mais um título”, disse Filipe, comemorando bastante o resultado em Taubaté.

“Isso mostrou realmente a nossa superioridade, a determinação que a gente trouxe para esse torneio, não só para esse, mas para todos os campeonatos que a gente disputa, com força de vontade, com a meta de vencer todos. O nosso time é muito guerreiro, batalhador, tem uma galera nova que está subindo aí e também vem com essa vontade nossa de vencer, que é infinita”, falou o camisa 18.

A escalada de vitórias nesta temporada começou em outubro, com o hexacampeonato Estadual. Em seguida, o Sada Cruzeiro alcançou o maior feito da sua história e sagrou-se bicampeão do Mundo. Dois títulos nacionais aumentam a lista de troféus: a inédita Supercopa, em novembro, em final também contra o Funvic Taubaté, e o recente bicampeonato da Copa Brasil, atingido no final de janeiro, em Campinas-SP. E agora vem o tricampeonato da América.

E a meta é superar essa marca da quíntupla coroa e fazer da décima temporada da equipe, criada em 2006, a melhor de todos os tempos. Em 2013/14, a Superliga já estava na lista dos cinco títulos em uma única temporada.

“Mal acabou o Sul-Americano e a gente já está pensando em estar em outra final, a da Superliga. A gente sabe que o nosso time entra como favorito, tem todas as condições de brigar pelo título, então todos vão se dedicar ao máximo para fechar esta temporada com chave de ouro, com mais uma temporada sendo campeão de tudo”, disse Éder, lembrando que o líder nacional vai em busca do tetracampeonato.